Aspirador de Pó

Estou desde ontem sem conseguir escrever e sem conseguir colocar pra fora alguma coisa assim flutuante e densa que existe por dentro no momento. Quando achei que a inspiração finalmente tinha batido e ia começar a dizer todas as coisas que nem sei, ligaram o aspirador de pó e ruiu. Tudo ruiu. O pouquinho de capacidade por dentro foi embora porque quase nada me desconcentra, mas o aspirador faz parte do quase nada. Parece com certas pessoas. Certas pessoas são aspiradores de pó e tudo que dizem …Continue lendo.

Sorvete de gente

Me senti viva em meio a tantas coisas bonitas e feias e relevantes e irrelevantes. Me senti cheia de tudo aquilo, preenchida, absorta. As coisas tem a importância que damos a elas, feito poeira no vento, feito doce na vitrine. Me sinto envolta por tudo e tudo ao redor é luz e sombra e frio e o tempo passando em seu próprio ritmo. Esse ritmo tão único e tão particular e tão maleável que o tempo tem. Ele cura praticamente qualquer coisa e melhora praticamente qualquer coisa e faz praticamente …Continue lendo.

Adiós, Face.

Caro Facebook,
Acho que precisamos dar um tempo. Gostaria de deixar claro desde o início que o problema não é você, sou eu. Sei que em todo término/tempo/relacionado esse clichê é usado, mas neste caso é a mais pura verdade. Eu me vicio fácil nas coisas, sabe? E eu sou uma pessoa que fala demais, portanto acabei me tornando profundamente dependente de você. Eu quero falar o tempo todo, e na maior parte do tempo nem é nada relevante, são só coisas soltas e aleatórias que me vem a cabeça …Continue lendo.

D.

Não tem um dia que passe no qual eu não pense no meu melhor amigo. Nem um dia sequer. Fazem uns quase três anos que não nos falamos, e é estranho olhar pra trás. É estranho e eu continuo fazendo, porque aquilo tudo, todos aqueles anos, foram recheados de uma coisa assim muito difícil de encontrar. Conheço poucas pessoas que tiveram a oportunidade de experimentar esse nível de amizade, e apesar dos pesares me sinto abençoada por isso. É o tipo de experiência boa que nos dá parâmetro. …Continue lendo.

Todas as coisas duma vez só

De uma vez só, todas elas. Todas as coisas todas. Duma vez. Eu queria que a vida fosse o auge eterno, daí percebi que o auge é flutuante e a beleza está lá nas ondulações que ele tem. Eu queria tudo duma vez só, tudo. Amor, dinheiro, família, festa, álcool, tudo de uma vez que junto fica duma. E digo duma. Mas não dá pra tudo, não dá pra todas as coisas. É preciso parar e pensar e repensar e deixar fluir. Porque quando as coisas vem todas de uma vez, a gente nem sequer processa. E …Continue lendo.

Misread

Odeio tempo nublado. Me dá uma melancolia gigantesca, do tipo que não é bom sentir. Quando fica cinza por muitos dias, eu vou ficando cinza com o tempo até desaparecer por completo. Sobra um restinho de mim no fundo, pra voltar a florescer e ser bonito quando o céu for de novo azul. Porque sempre volta. As coisas boas devem ou deveriam ser assim também, porque é isso que dá alguma espécie de esperança. Quando tudo fica ruim, existe por dentro essa pontinha de certeza que continua esperando …Continue lendo.

Eu não quero ser legal

Nem artista, nem escritora, nem designer. Eu não quero ser nada. Quero que meu trabalho, qualquer trabalho, fale por mim. Não quero dizer meu “about” como se a vida fosse reflexo das redes sociais, porque as redes sociais é que deveriam ser reflexo da vida. Estou cansada de conhecer pessoas e as pessoas perguntarem “mas você faz o quê?”, porque a minha vontade é responder “cocô, que nem você!”. Que diferença faz o que eu faço ou deixo de fazer, ou o que qualquer um faz ou deixa de fazer, …Continue lendo.

Vaselina

Aceito de bom grado o fato de que vivo em 2014 e, com a superficialidade das relações, praticamente ninguém vive de acordo com alguma espécie de código de conduta. Ao menos tento aceitar. De vez em quando a realidade se choca com a minha linha de pensamento e fico me perguntando: será que a idiota sou eu? Normalmente respondo essa pergunta com um sonoro não, porque penso honestamente que se alguém não tem a capacidade de guiar a vida por alguma espécie de princípio, idiota é a pessoa, …Continue lendo.

Eu voltei pras coisas que eu deixei

Feito a canção do Roberto Carlos, eu voltei. Talvez não pra ficar, porque viajar é bom e eu gosto, mas definitivamente aqui é o meu lugar. Com as pessoas que eu amo e que me abraçaram na chegada, mesmo eu estando fedida e a dois dias sem tomar banho. Meu irmão foi me buscar no aeroporto (com uma hora de atraso, coisa normal na família) e eu me senti infinitamente feliz por respirar o ar do Centro da cidade. Maravilhoso chegar no Santos Dumont e sair já de cara pro meu pedaço favorito do …Continue lendo.